Gente que é + com Fernanda Elias

Com prazer apresento a Fernanda Elias, advogada que em 2016 se descobriu modelo plus size e apesar da curta carreira, vem conquistando seu espaço com dignidade e respeito. Nos conhecemos num job para a marca Sigosta que em breve estará aqui no preview do blog. Desde o primeiro contato, o bom humor da Fernanda me cativou e por isso é dela a primeira coluna “Gente que é +” de 2017. Bora conhecer um pouco mais dela?

Nós dois iniciamos nossa carreira de modelo plus em 2016. Como foi que você começou? Você imaginava que um dia iria ser modelo? 

Tudo aconteceu muito rápido, algumas pessoas já haviam comentado sobre o assunto comigo a alguns anos atrás, sempre ouvi comentários como “você é tão fotogênica, deveria tentar ser modelo plus size”, mas eu nunca acreditei que conseguiria me destacar, principalmente em função da minha altura, e porque eu sempre soube que para ser modelo não basta sair bem em uma foto, existem outras coisas envolvidas. Recentemente, por influência de outras modelos plus size (principalmente algumas aqui de Joinville-SC) e dando ouvidos a uma vontade/curiosidade que eu carregava, tomei coragem e entrei em contato com uma agência local e fui chamada para uma entrevista. Para a minha surpresa, logo em seguida recebi uma ligação do meu agente informando o meu primeiro trabalho. Posteriormente investi em um book com um fotógrafo profissional, o que me ajudou muito a conseguir outros trabalhos.

raio-x-fernanda-elias
Todo mundo acha que vida de modelo plus size é bem tranquila, sem dieta, pouco exercício. Sua rotina é esta?

Jamais!!! Quem dera fosse assim!! Eu sempre tento manter uma rotina alimentar equilibrada (geralmente eu não consigo ser muito regrada) e pratico exercício físico. Temos que afastar essa ideia de que ser modelo plus é aval pra não se cuidar, ao contrário, a maioria das meninas que eu conheço se cuida e tem hábitos saudáveis. Mas confesso que não me dedico como deveria aos exercícios e vivo jacando na dieta.
Recentemente você esteve na Europa. Durante sua viagem você chegou a observar como é a moda plus por lá? Alguma marca te chamou atenção?

Sim eu estive na Alemanha e Holanda, então posso falar apenas sobre esses lugares. Lá, assim como aqui no Brasil, é um pouco mais difícil ver campanhas publicitárias com modelos plus, inclusive, não é tão fácil encontrar roupas com enfoque específico para esse público. Na Alemanha vi uma modelo Plus em um outdoor de uma dessas lojas grandes, mas não recordo agora qual. 

Quer acompanhar o trabalho da Fernanda Elias? Então acesse o perfil no Facebook e no Instagram.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *